Você está bem?

holdi

Existem muitas formas de dizer "eu te amo" aliás, exitem muitas formas de dizer "eu te amo" COM SIGNIFICADO. Pra algumas pessoas essas três palavras são muito,muito difíceis de dizer, embora não sejam difíceis de sentir. De vez em quando o amor se manifesta de outras formas.
Estou convencida que um "você está bem?" dito de verdade é desses que equivale a um "eu te amo". É essa preocupação na voz, é ser cuidadoso, é perceber que a resposta pode esconder milhões de coisas, é querer cuidar.
Como eu já disse antes, é preciso muita generosidade pra se amar de verdade. E não vivemos tempos generosos. As pessoas tem medo de estar vulneráveis ou perceber a vulnerabilidade do outro. Criamos armaduras, temos medo de ser peso. Nossas vidas nas redes sociais são perfeitas. Nós nos bastamos. Super homens e super mulheres que dão conta de tudo.
E nos sentimos sozinhos. Mas melhor nunca deixar ninguém perceber isso.
Então encontrar alguém que possa ser vulnerável ao nosso lado é um presente. Querer que aquela pessoa seja real e não um robô perfeito pra satisfazer nossos desejos, ir muito além de uma conversa fantástica e do sexo incrível, querer realmente cuidar, se importar, descobrir que o "tá tudo bem" na verdade é um "por favor me abraça" disfarçado. Existe muita riqueza nesses pequenos cuidados, nessa intimidade construída. Nem todos irão querer passar por isso com você e na verdade nem você vai querer construir isso com todo mundo, mas quando se encontra alguém com quem podemos ser verdadeiros...
Ouvir "eu te amo" é importante. Mesmo que seja difícil dizer, é algo que precisamos aprender. Mas precisamos aprender também a a ouvir os sinais do amor no dia - a - dia. Não é só o jantar a luz de velas e o buquê de rosas vermelhas, mais, muito mais do que isso é o telefonema no meio da noite, o ombro pra chorar, a sensação de porto seguro. É descobrir, no meio das infinitas pequenas coisas de um dia comum que realmente se tem um companheiro.
porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)