Um dia

umdi

Um dia.
Como qualquer outro dia.
No meio da semana, corrido, comum.
Um dia.
O ônibus lotado,o trânsito, a mesa cheia de trabalho.
A casa pra arrumar depois da mesa cheia de trabalho.
Os filhos pra criar depois da casa arrumada.
A voz que não é ouvida, a agressão que se repete.
Um dia.
As mesmas "gracinhas" de sempre ao sair na rua.
A culpa.
A culpa.
A culpa.
Não saber o que fez de errado, mas se achar errada sempre.
Ouvir mais uma vez "que exagerada".
Que louca.
Que arrogante.
Que mandona.
Que decote.
Que saia é essa?
Achar que tem mesmo que dar conta de tudo.
E se não der? A culpa.
Mais um dia colocando defeitos no que vê no espelho.
Porque o espelho insiste em não espelhar o que se espera dela.
E se espera muito dela.
A super heroína.
Que anda mais rápido quando chega em casa á noite.
Olhando pra trás, com a chave entre os dedos.
Pra se defender, mais um dia.
Pra poder provar que não queria.
A super heroína.
Que ouve a piada, pensa em responder, mas não dá tempo.
E eu não queria parecer agressiva.
Um dia.
Só mais um dia.
Pra dizer que é diferente,te deram uma rosa e um bilhetinho.
No meio das pequenas agressões cotidianas.
Pra parecer que nada disso acontece.
Pra poder fechar os olhos e os ouvidos.

porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)