Um amor e um café

wake

Eu te ofereço motivos pra ficar.
Um abraço apertado, mãos que se procuram, cafuné...
E te dou bons motivos pra ir.
Talvez porque goste dessa saudade besta que me dá quando você acabou de sair da minha casa, da minha cama, mas nunca da minha vida.
Gosto de pensar no seu sorriso de lado, assim, inesperadamente, bobamente no meio do dia.
E gosto das nossas conversas, profundas, sérias, passionais ou absurdamente idiotas. Mas sempre nossas.
Me apaixonar não estava no roteiro, aliás, meu amor, o seu timing foi péssimo.
Todas as vezes que eu deixei a vida arrumada, prontinha pra você chegar, nada acontecia.
Você preferiu chegar do seu jeito, no meio do meu turbilhão, em um momento que eu jurava, não tinha espaço pra você.
Mas parece que demos um jeito, não é mesmo?
Se eu aprendi algo com você, foi que amor não segue script. E que bom essa falta de controle no meu planejamento perfeito.
Um amor, um café, um pouco de dia a dia.
Nosso amor não virará nenhum livro, mas ainda é minha história favorita.
Adoro sua falta de vocação pra príncipe encantado
Que combina tão bem comigo, que sou bem mais real do que qualquer princesa
E que não planejo colocar em você o fardo de ter que me salvar.
Te ofereço sim, bons motivos pra ficar.
Sem te contar que adoro que você vá se aproximando assim de mansinho.
E falo quete amo com naturalidade, generosidade, falo sem palavras.
Pra que as declarações de amor nunca se tornem solenes ou pomposas,
Para o meu perfeito companheiro imperfeito.
Nesse nosso amor de pequenos gestos que importam tanto.

porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)