Permita – se viver novas experiências.

hih

 

 

Posso dizer que tive muita sorte no assunto relacionamento, afinal, conheci meu marido quando tinha apenas 14 anos e, entre idas e vindas, estamos juntos há 13 anos.No entanto, em alguns momentos da minha vida, vivi algumas situações que me fizeram pensar como eu penso hoje.
Hoje trago um assunto que não é a minha realidade atual, mas é a realidade de algumas amigas que, em algum momento passaram por essa situação.
Era sempre a mesma história, uma amiga vinha me contar que estava interessada em alguém, só que com isso vinham vários questionamentos.
Ele é isso, ele é aquilo, não gosto disso, não gosto daquilo e eu, pacientemente, sempre dava o mesmo conselho, “se permita conhecer melhor essa pessoa, encontrar os pontos positivos e negativos. Se os positivos forem mais relevantes que os negativos, invista”.
Só que, na maioria das vezes ninguém me ouvia rs.
O lado bom da história é que, depois de algum tempo, a maioria delas conheceram pessoas bacanas e deu tudo certo.
O que eu quero dizer com isso é que, ninguém se apaixona de cara pela sua personalidade.
A pessoa geralmente se encanta com alguma característica mais superficial e só com o tempo você terá a oportunidade de conhecer melhor a pessoa e, até que isso aconteça, costumo dizer, se permita.
Permita-se ter conversas longas, permita-se encontrar o lado bom que todo mundo tem. Permita-se aproveitar o bom humor de cada um, permita-se estar perto, o que nem sempre significar estar junto...
A gente perde muito tempo com “achismos” e somos muito imediatistas também, queremos tudo para ontem, mas todo vínculo é formado com o tempo.
Como eu disse no início, sobre situações que vivi e que hoje me possibilitam falar sobre isso, foram situações referente ao meu próprio relacionamento.
Durante todo o tempo que estamos juntos, tivemos que aprender a conviver com o jeito um do outro, a respeitar até mesmo as manias um do outro, superar os defeitos e admirar as qualidades, e isso não foi do dia para noite.
Uma relação é construída aos poucos, com cuidado e atenção e claro, muito amor.
Se pudesse dar um conselho seria...dê tempo ao tempo, permita-se e sonhe sim com o seu amor...porque ele deve estar por aí, só esperando você encontrá-lo, ou até mesmo procurando por você.
E como dizia a música dos Paralamas...”cuide bem do seu amor, seja quem for....”.
Beijos, fiquem com Deus e até a próxima.

 
12233061_10153255326488181_323216676_n Joyce Oliveira é bióloga de formação e apaixonada por tudo relacionado à vida, relacionamentos e cosméticos. Também é casada e muito feliz! A Joyce veio pra contribuir com histórias reais, experiências, dicas de casamento ou simplesmente pra divagar conosco aqui no blog sobre esse assunto tão especial... o amor!