Não é sua culpa

faz3

Uma das coisas mais cruéis que existem é a chantagem emocional.
Colocar o outro como nosso refém porque não aceitamos que ele seja diferente do que queremos, pra aplacar o nosso egoísmo ou mesmo para aplacar nossa carência e nosso medo.
Acreditar piamente que o outro nos deve algo é coisa de gente que não consegue enxergar mais do que o próprio umbigo, pior ainda é prender alguém com chantagens e ameaças. Saímos do campo do amor e entramos no da posse, algo tão corrosivo, doloroso. O que antes era leve, luminoso, alegre, se torna duro e pesado. O outro está ao nosso lado, é verdade, mas tudo nele quer mesmo é partir.
Entramos então na terrível esfera da solidão compartilhada.Os encontros deixam de ser prazerosos e se tornam obrigações, os carinhos são mecânicos e protocolares, as conversas não existem ou se existem acabam sempre em brigas.
Aquele que chantageia se torna cada vez mais exigente, sem perceber que o que pede é impossível. Não se pode forçar o amor, nem coagí -lo. E os dois vão se enchendo cada vez mais de ressentimento. Um por acreditar que o outro não faz o bastante, o outro por se sentir obrigado a estar com quem não quer.
Precisamos entender que a felicidade do outro não é nossa responsabilidade, claro que quando estamos apaixonados queremos cuidar, proteger, ficamos felizes com a alegria do outro, isso é natural, mas não podemos nos tornar escravos desse desejo de fazer feliz. Principalmente quando o preço for a nossa própria felicidade.
As escolhas do outro não são nossa culpa. Não se pode ficar por medo do outro não conseguir viver sem nós. Viver dói, é verdade e a separação sempre é dolorosa, mas sobrevivemos. No desejo de evitar a dor da separação e proteger o parceiro, vamos nos perdendo de nós mesmos, deixando de nos reconhecer. O que antes era doação espontânea, que alimentava e aquecia agora só nos dá a impressão de sermos sugados. Vamos nos tornando uma sombra de nós mesmos.
E se você está assim, ao lado de alguém que tenta manipular seus sentimentos pra que você fique, sentindo que está se perdendo e percebendo que quem deveria te dar apoio só te coloca pra baixo, saiba, amor não é isso. Não é sacrifício de heroína romântica do século XIX, amor mesmo é parceria. Se o outro te quer ao lado dele a qualquer preço, ele não te ama, ele simplesmente acha que é seu dono. Ele não te respeita mais. E quando o respeito se vai, o amor parte junto.

porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)