Migalhas

ipe
Eu não sei exatamente quando a gente começa a aceitar menos do que merece, só sei que infelizmente é comum.
Pode ser que no começo não fosse assim,no começo não eram migalhas, era um banquete, aí as coisas foram rareando, rareando, diminuindo, e você finge que não percebe, vai se contentando com pouco e dizendo que é melhor do que nada.
Pode ser também que sempre tenham sido só migalhas, mas a gente pensa que está sendo ambicioso demais e que desse jeito tá bom e vai levando, sempre sentindo falta de algo mais e ignorando a "fome".
E é assim que acabamos justificando a indiferença, a frieza, os beijos protocolares, a eterna falta de tempo. Vamos justificando ser sempre a segunda, terceira, quarta opção, a certeza de que o outro só está ali porque não tem nada melhor pra fazer. Temos tanto medo que justificamos egoísmo, esperando uma mudança que nunca vem, simplesmente porque o outro não tem ou não quer nos dar amor de verdade. E isso não muda, principalmente se o acostumamos a achar que está tudo bem, aceitamos as migalhas.
Amor de verdade transborda.
Infelizmente, se nos acostumamos a receber pouco, nunca iremos descobrir isso. Tem gente que até se assusta quando recebe o que realmente merece e foge. Mina a própria felicidade porque no fundo, no fundo, não acredita que possa ser feliz.
Quer saber? Além de transbordar, amor de verdade luta. Luta pelo outro, atravessa distâncias, conversa até altas horas da madrugada, convida quando quer ver, admite que sente saudade, amor de verdade te inclui nos planos, fala de futuro sem medo, não te deixa na dúvida.
Mas amor de verdade exige coragem. Coragem pra entregar na mesma medida, pra rejeitar aquilo que não te fizer bem, coragem pra saber o próprio valor e não aceitar menos. Coragem pra se sentir completo sozinho primeiro e depois querer transbordar com alguém.
Não ocupe seu tempo, seu espaço, seu coração com migalhas.Elas não vão te satisfazer e vão te confundir, te diminuir, apagar, até que você não se reconheça. No fim, você se sentirá sempre sozinho, na pior solidão de todas que é a de estar acompanhado pela metade. Aceitar migalhas vai te fazer desacreditar no amor e acreditar em clichês que a gente vê por aí: " Não tem ninguém que preste mesmo", "Hoje em dia ninguém quer nada sério.", "Relacionamento é assim mesmo." e o pior de todos "Ah, é melhor do que estar sozinho, né?"
Você realmente quer que a sua descrição do seu relacionamento seja "antes isso do que nada"?
A vida é um privilégio. Faça valer a pena. Eu não sei quando foi que você começou a aceitar menos do que merece, mas sei que você SABE que não é o bastante. Então pare, pare agora. Pare de justificar. Pare de ignorar essa voz dentro de você dizendo que algo está errado.Pare de achar normal ser colocado de lado. Pare de dizer que a sua dor é bobagem só pelo medo de ficar sozinho.
O problema não é ficar sozinho, é tentar caber em algo que é menor do que nós, é passar a vida insatisfeito.
Você merece banquetes. E uma vez que os experimentar, nunca mais chegará nem perto das migalhas.
porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)