Escolha ser feliz – como abstrair opiniões negativas sobre o casamento

noise

 

E hoje temos novamente a nossa colaboradora Joyce Oliveira, com um texto pra nos ajudar a filtrar aqueles comentários chatinhos que aparecem por aí quando contamos que vamos casar.

 

 

Hoje venho compartilhar uma experiência que tive antes de casar e uma reflexão sobre isso.

Quem nunca ouviu um comentário negativo antes de se casar, do tipo, “ nossa, namorar é tão bom, pra quê casar? ”. Ou até mesmo depois de casada há algum tempo, alguém lhe pergunta como vai o casamento, você responde que está ótimo, e mesmo assim você ouve “faz pouco tempo que você casou, daqui alguns anos a gente conversa”.

Eu ouvi e ainda ouço esse tipo de comentário o tempo todo, principalmente de pessoas casadas e isso me fez parar para pensar sobre o assunto.

Observei que a maioria das pessoas que tinham esse tipo de opinião, eram pessoas extremamente levianas em relação ao seu próprio relacionamento e, não se davam conta do quão importante era a decisão da escolha de ter alguém ao seu lado.

Escolhiam qualquer pessoa sem levar em consideração amor, respeito e tudo aquilo que pesamos antes de nos casar e, com isso, não escolhiam a própria felicidade.

O fato é que não concordo com esse tipo de pensamento e de certa forma consegui abstrair esses comentários. Muitos podem pensar que meu mundo é cor de rosa, ou que sou otimista demais no que diz respeito a relacionamentos, mas penso que é realmente uma escolha nossa ser feliz.

Somos nós quem escolhemos com quem vamos nos relacionar, namorar e casar.

Penso que temos a chance de escolher a boa parte para nós, de sermos responsáveis e conscientes ao tomar essa decisão tão importante nas nossas vidas, que é escolher alguém com quem vamos compartilhar um amor, uma casa, uma vida.

A mensagem que quero trazer hoje com esse relato é que não deixe esses comentários atrapalharem esse momento tão especial que é o casamento. É uma fase tão maravilhosa e importante nas nossas vidas e cada um tem uma experiência única e particular sobre isso. Não é porque aconteceu com “fulano” que vai acontecer com você.

Eu costumo dizer que sou mais casada que muito casal. Isso porque estou casada há 1 ano e 6 meses, mas estou em um relacionamento que no último dia 14 completou 13 anos e, não me arrependo de um dia sequer, viveria tudo denovo e denovo e denovo...porque eu escolhi a minha felicidade, eu escolhi o tipo de amor que eu queria para mim e com quem queria compartilhar minha vida.

E, caso você seja vítima de um comentário negativo, sugiro que você faça uma pergunta que a minha querida Flávia Calina sempre faz nos vídeos dela(amo youtube também!). Acho que essa pergunta é do Dr. Phil, um psicólogo muito famoso dos EUA.Ela sempre comenta, “ você quer contribuir ou contaminar? ”.

Acho que devemos pensar sobre isso quanto a relevância de tudo o que ouvimos no dia a dia. O que você ouviu vai contribuir ou vai contaminar o seu dia? Pense nisso...

Bjs, fiquem com Deus e até a próxima.

 

12233061_10153255326488181_323216676_n Joyce Oliveira é bióloga de formação e apaixonada por tudo relacionado à vida, relacionamentos e cosméticos. Também é casada e muito feliz! A Joyce veio pra contribuir com histórias reais, experiências, dicas de casamento ou simplesmente pra divagar conosco aqui no blog sobre esse assunto tão especial... o amor!