Endurecer

mooms

Eu vejo muitos post nas redes sociais dizendo algo do tipo: " Gente boazinha só se prejudica. Cuide de você. Deixe pra lá. Deixe que os outros se ferrem sozinhos. Quando você se preocupa demais sobra pra você." ( juntei aqui várias frases do mesmo tipo, mas acho que vocês já entenderam o que eu quis dizer).
Gente, não sigam essas frases, por favor.
Nós já vivemos em um mundo tão voltado pros nossos próprios umbigos. Já temos tão pouco tempo e tantas desculpas pra não pensar em comunidade. Não desista. Não se deixe endurecer. O que o mundo menos precisa é de gente mais embrutecida e menos solidária.
Se você faz algo de bom pra alguém, a gratidão não é obrigatória, mas faça assim mesmo. Você não tem como controlar a reação do outro, mas tem como viver de acordo com o que você acredita, entende? Não deixe ingratidão te tornar incapaz de ajudar, indiferença te tornar incapaz de se importar.
Estou falando aqui pra que você deixe que os outros te explorem ou maltratem? Não, nunca. Nem estou dizendo pra ficar refém de alguém que não quer ajuda. Se importar não é ser sempre servil, cordato, dizer aquilo que é mais doce. Tem horas em que se importar é difícil porque implica dizer o que é doloroso e saber que nem sempre será bem recebido. É agir com verdade e querer o melhor. Pra si mesmo e pros outros. Não é ser passivo, saco de pancada. Em um mundo cada vez mais individualista, ajudar e se importar com alguém é uma atitude que pode ser revolucionária.
Se deixarmos que a falta de gentileza nos torne mais ásperos, a falta de compaixão nos torne mais insensíveis, a ingratidão nos torne mais automáticos, perderemos as melhores coisas da nossa humanidade. Perdemos a capacidade de os relacionar de verdade, de aprender com o outro, perdemos a empatia.
Então estou aqui pra te dizer: Você não está errado quando se importa com os outros. Mesmo que nem sempre te compreendam, mesmo que nem sempre aceitem a tua ajuda. Errado é deixar o mundo te endurecer.

porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista.