Como eu gostaria que você visse

soulm

Como eu gostaria que você visse aquilo que realmente merece. Queria que enxergasse sem medo todas as possibilidades que se desenrolam na sua frente e se jogasse sem medo no que te espera. Assim, profundamente, com gosto, com fome, apetite pra devorar a vida sem medo e saborear mesmo o que mais gostar.
Por algum motivo, talvez todos os machucados, as cicatrizes mal disfarçadas, as agressões de quem também não enxerga nada direito, só o mundinho limitado, você parou de perceber o que há de colorido por aí e se fechou em tons de cinza que não tem nada a ver com o que você quer. Alguém te disse que assim era a vida, que ser adulto era isso e , infelizmente, você acreditou.
Como eu gostaria que quando alguém finge te dar espaço só pra te colocar de canto, você já gritasse alto que não ficaria ali, que quer mesmo é o lugar mais confortável do sofá, pra se esparramar junto de quem realmente quer te acolher. E saísse batendo a porta mesmo, sem medo de deixar pra trás o vazio mal disfarçado de quem não sabe amar.
Ou talvez, eu quisesse mesmo era que você se divertisse com a própria gargalhada. Rindo alto, dançando a sua música favorita. não abrindo mão do que você gosta pra agradar quem não te enxerga. Sabe, eu queria mesmo era que você se permitisse ser. E estar. E não achasse que importa a reprovação que vem de quem acha que o mundo tem que ser padronizado e chato. Você não precisa justificar a pro´ria existência, só existir, plenamente.
Eu queria que você acreditasse mesmo nos teus sonhos e mandasse embora aqueles que dão risada de quem ousa querer mais. Que você percebesse que tem gente que só tem mesmo é medo de sonhar alto e prefere ficar dando voos controlados, no mesmo lugar. Quando você se permitir voar alto, vai entender que tem muita gente que prefere ficar agarrada na própria gaiola e criar gaiolas para os outros. Mas você não é assim e isso é maravilhoso, não um peso.
Sabe, você podia mesmo era perceber que merece muito mais do que só um pouquinho. Tem algo aí dentro, gritando, pedindo, batendo forte, pode ter até ficado meio enfraquecido, meio esquecido, mas eu sei que tem. Tem uma voz te dizendo que esse pouco não basta. Tem uma vontade enorme de se permitir mais, uma sensação insistente de que o que se tem agora está velho, como uma roupa antiga que não serve mais. Tá na hora. Ouve esse sentimento,ele importa mais do que opiniões alheias. Vive o que o teu coração tá te pedindo, se joga de cabeça. Vai por inteiro. Agora, não amanhã, não espera pelo momento perfeito porque ele não existe. Vai.
Eu queria que você terminasse de ler esse texto com vontade de ser mais você mesmo. Vontade de viver o que te dá brilho no olho. Só pra você poder ver o quanto é enorme esse seu brilho próprio.
porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista. (www.umunicorniofashionista.wordpress.com) e no Volta, Carolina ( www.voltacarolina.wordpress.com)