A sorte de um amor tranquilo é pra quem sabe aproveitá – la

dahlia

 

Hoje é dia de falarmos sobre amor aqui no blog! Depois do texto lindo da semana passada falando sobre sonhos, temos um texto meu falando sobre a sorte de um amor tranquilo, que todos queremos, mas nem sempre somos capazes de aproveitar. Já parou pra pensar que uma história de amor se vive em pequenos momentos? Espero que gostem!!

"Se a gente parar pra pensar, o amor é sempre representado de uma forma atribulada.
Nas músicas, novelas, filmes, contos de fada, o casal apaixonado tem que passar por coisas terríveis, enormes provas, peripécias mil, até poder viver o seu amor em paz, aí, quando aquela paixão vai finalmente poder ser vivenciada tudo que nos sobra é o “e viveram felizes pra sempre” e a nossa imaginação tem que preencher o resto.
Com isso o acabamos achando que o amor tem que ser sofrido pra ser amor de verdade.
Sorte nossa termos a música do Cazuza pra nos lembrar “a sorte de um amor tranqüilo”. Amor acontece em pequenas coisas, em dias de descuido, provavelmente as conversas mais significativas de um casal nunca encheriam um livro e se virassem um filme, seriam paradas e até mesmo monótonas, seus momentos mais bonitos talvez não sejam tão diferentes dos de outros tantos casais. O grande diferencial é que esses momentos são seus. Cada casal ama o que vive por causa de com quem vive.
Amor exige cuidado. Exatamente por ser feito de gestos tão pequenos, cuidados do dia a dia, acaba sendo frágil, sujeito a rachaduras causadas por esquecimentos também pequenos, por coisas que não percebemos. Correr de vilões maquiavélicos é fácil, difícil é não cair na armadilha do tempo, do cansaço, da falta de carinho. O mais difícil mesmo é não se esquecer de continuar olhando o outro com olhos apaixonados. A rotina mata mais finais felizes do que qualquer bruxa malvada de livro.
Cuide das coisas pequenas, dos carinhos cotidianos. Valorize os silêncios, as risadas bobas, as conversas simples. E de vez em quando, lembre de fazer um gesto maior, de trazer um pouco de inesperado. Afinal mágica nunca fez mal a ninguém."

Amanhã eu volto com dicas românticas pro seu fim de semana!

 

porteu Carolina de Biagi é consultora de estilo e formada em organização de casamentos pelo SENAC. Além de escrever pro blog O Pedido, ela também escreve sobre estilo, moda e auto - estima no blog Um Unicórnio Fashionista.